23°C 28°C
Fortaleza, CE

Dallagnol defende Girão para a Prefeitura de Fortaleza: “sempre esteve do lado certo da história”

O ex-procurador da República, conhecido por coordenar força-tarefa da Operação Lava Jato, se filiou ao Novo em 2023, após ter o seu mandato de deputado federal cassado pelo TSE

23/05/2024 às 23h01 Atualizada em 26/05/2024 às 07h14
Por: MTb:0003449/CE Fonte: Opinião
Compartilhe:
Dallagnol defende Girão para a Prefeitura de Fortaleza: “sempre esteve do lado certo da história”

O ex-procurador da República e ex-deputado federal Deltan Dallagnol (Novo-PR) defende, em entrevista exclusiva ao OPINIÃO CE, a candidatura de seu correligionário e senador, Eduardo Girão (Novo), à Prefeitura de Fortaleza. Em entrevista, Dallagnol diz que Girão “sempre esteve do lado certo da história”. Ao se posicionar como apoiador do senador cearense para o Executivo da Capital, o ex-procurador destaca os trabalhos do parlamentar no “combate à corrupção”, na “defesa da vida” e na “geração de emprego e renda”.

Continua após a publicidade

“Gostaria de contar para vocês que acompanhei o trabalho e a trajetória do senador Eduardo Girão ao longo dos últimos anos, desde que ele se tornou senador. É alguém que sempre esteve do lado certo da história nos grandes debates públicos”, aponta.

Continua após a publicidade

Ainda conforme Dallagnol, nos últimos 10 anos, Girão tem sido um grande apoiador do trabalho da força-tarefa que atuou na Operação Lava Jato, que apurava denúncias de desvios de recursos da Petrobras. “Ele foi apoiador firme do nosso trabalho, mesmo enfrentando os maiores poderosos da nossa República, que nos roubavam há décadas”, afirma o ex-deputado federal.

Continua após a publicidade

CPI DO ABUSO DE AUTORIDADE E CASSAÇÃO DE DALLAGNOL

Segundo o correligionário do pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, Girão também atua no enfrentamento dos “arbítrios judiciais” do Supremo Tribunal Federal (STF), que “se colocam acima das leis”, de acordo com Deltan. “Eduardo Girão, por exemplo, propôs uma CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] do Abuso de Autoridade contra atos do STF”, acrescenta.

“Ele [Girão] ainda defende as liberdades, inclusive a liberdade de expressão, e que todo tipo de bandido, seja o de colarinho branco, seja o de rua, vá para o seu devido lugar, a cadeia, a partir de uma visão de que nós todos somos responsáveis pelos nossos atos”.

O partido Novo, em defesa da CPI, coloca como uma das motivações para a sua instalação no Congresso Nacional, a cassação do mandato de deputado federal de Dallagnol pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). À época, em setembro de 2023, os ministros decidiram por unanimidade que ele deveria ter o seu mandato cassado, em conformidade com a Lei da Ficha Limpa, que determina inelegibilidade por oito anos aos magistrados e membros do Ministério Público que “tenham pedido exoneração ou aposentadoria voluntária na pendência de processo administrativo disciplinar”.

O ministro Benedito Gonçalves, relator do caso, considerou que o ex-procurador pediu exoneração do cargo para evitar uma possível punição administrativa, que poderia torná-lo inelegível. “Constata-se, assim, que o recorrido agiu para fraudar a lei, uma vez que praticou, de forma capciosa e deliberada, uma série de atos para obstar processos administrativos disciplinares contra si e, portanto, elidir a inelegibilidade”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Fortaleza, CE
30°
Parcialmente nublado

Mín. 23° Máx. 28°

33° Sensação
8.75km/h Vento
62% Umidade
98% (2.91mm) Chance de chuva
05h38 Nascer do sol
05h33 Pôr do sol
Sáb 28° 23°
Dom 27° 23°
Seg 28° 23°
Ter 28° 24°
Qua 28° 24°
Atualizado às 15h02
Economia
Dólar
R$ 5,43 -0,42%
Euro
R$ 5,81 -0,50%
Peso Argentino
R$ 0,01 0,00%
Bitcoin
R$ 369,444,91 -1,43%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Lenium - Criar site de notícias